31.3.12

Você tem Meia Hora - Camila Nascimento Silva


Título: Você Tem Meia Hora
Autor(a): Camila Nascimento Silva
ISBN: 9788576861294
Editora: Subtítulo
Páginas: 435
Classificação: 5/5 

Beatriz Felizardo é uma aeromoça carioca prestes a completar 30 anos. Melhor amiga de Mariana, filha de Jonas, que ama o que faz e o namorado que tem. Ou melhor, que tinha.

Em véspera de ano novo, Bia está saltitando de tanta felicidade: finalmente terá as férias que tanto planejou. Nada de aeroportos cheios, passageiros chatos, turbulências, muitos dias fora de casa... agora ela terá quase um mês para aproveitar ao lado do homem que ama e com quem mora, Arthur.
Porém, ao chegar em casa, Bia encontra Arthur arrumando suas coisas para ir embora, sozinho. Ele ainda a ama, só que de outro jeito. É então que, sem saber o porque da decisão do namorado, Bia entra em uma profunda depressão, e é com garrafas de vinho que ela passa suas terríveis férias.

Mariana, que nunca gostou de Arthur, acredita que Bia precisa mudar radicalmente sua vida. E é por isso que, ao descobrir que a companhia aérea onde as duas trabalham está oferecendo novas vagas de emprego na Europa, mais precisamente em Londres, Mari convence sua melhor amiga a enviar seu currículo em busca de uma nova vida, de um recomeço. Bem longe do Brasil e de Arthur.

Bia, é claro, é aprovada e se muda para Londres. Lá ela divide um apartamento com um amigo gay, Olly, que trabalha para grandes marcas de moda como maquiador. Fica amiga de Pá, uma modelo linda e divertida que já era amiga de Olly. E de quebra ganha um vizinho lindo, charmoso e super fofo!

Há muito eu queria ler o livro, desde que vi as primeiras resenhas, e quando surgiu a oportunidade de participar do Book Tour eu fiquei imensamente feliz. Comecei a leitura cheia de expectativas só que no inicio do livro eu empaquei. Não porque não estava gostando da estória, mas porque estava numa ressaca literária terrível, coisa que não combina com desilusão amorosa do personagem principal. Bia lamentava-se demais, e assim ficou durante muito tempo. Claro, ela é mulher e mulher rejeitada é uma coisa séria! Por saber isso, continuei a leitura. Ainda bem. Mal sabia eu quantas páginas maravilhosas vinham pela frente.

Demorei uma semana para ler as duzentas primeiras páginas e 1 dia para ler as duzentas últimas. Isso se deve pelo fato de que logo quando Bia chega à Londres, seu humor muda, suas lamentações somem e tudo fica lindo. Pá e Olly são super divertidos, e Bia também. Os diálogos entre eles me renderam grandes gargalhadas - aquelas do tipo em que sua mãe e as pessoas do cursinho te olham para ver se você está bem psicologicamente. Dyllan, o vizinho gato-charmoso-fofo me fez suspirar - oh Deus, que homem maravilhoso! Entrou para minha lista top personagens masculinos em uma disputa séria com Ian, Mr. Darcy, Etienne e Peeta.

Mari é a amiga dos sonhos de toda garota, aquela que está sempre disposta a ajudar e faz qualquer loucura para te ver bem. Jonas é um pai não muito presente, com quem Bia não tinha muito contato. É uma pena que ambos tenham se separado por um acontecimento ruim e só tenham se aproximado por outro tão ruim quanto.

Por ser escrito por uma brasileira, podemos identificar no livro várias situações de nosso cotidiano. Referências a elementos nacionais e expressões que só têm sentido aqui. O que fez com que os personagens se tornassem mais reais e mais próximos a mim.

Você Tem Meia Hora está longe dos chick-lits rasos que já li, e que não foram poucos. Ele, de um jeito hora divertido hora triste, me passou mensagens lindas e importantes. Com essa leitura aprendi que não importa sua idade, coisas boas sempre poderão acontecer na sua vida; aprendi também que não é porque não deu certo com uma pessoa que não pode mais dar certo com ninguém. E reforçou algo que eu já sabia: uma vida sempre é melhor e mais fácil se você tem amigos!

Sem dúvidas, este se tornou um de meus livros favoritos e foi doloroso ter que me despedir dele. Não vejo a hora de ter um, só meu, bonitinho na estante!

Obrigada Camila, mais uma vez, por ter me deixado participar do Book Tour e por ser tão atenciosa.

13 comentários:

Luana Feres disse...

Essa é a minha resenha favorita, tua, eu acho. Gosto muito da de A guardiã da minha irmã, mas essa eu consegui sentir o amor pelo livro. O que eu achei interessante nesse livro da Camila é que por mais que temos participado do booktour, ainda queremos comprar o nosso proprio exemplar, de tão bom que o livro é! O começo é meio lento por causa das lamentações, mas compreensível. As ultimas páginas passam tão rápido que a gente fica com dó de terminar. É um livro qur todo mundo deveria ler e que me faz ficar orgulhosa de ter autores brasileiros como ela. :)

Caçadora de Livros disse...

Ainda não li o livro, apesar de bem recomendado por algumas pessoas.
Gosto de mensagens profundas em livros e por isso o mesmo já está na minha listinha, rs.
Bjks

Aione Simões disse...

Oi flor!
Estou com a Lu nos comentários: esse é um dos livros que me dá mais orgulho de dizer que é brasileiro!
As primeiras páginas foram meio sofridas pra mim, principalmente porque eu tinha acabado de terminar meu namoro quando eu li, mas depois que ela chega em Londres tudo muda mesmo!
Eu ri e chorei durante a leitura e também senti esse aperto no peito que você sentiu quando precisei me despedir de Você Tem Meia Hora!
Não vejo a hora de ter meu exemplar na prateleira também, porque esse com certeza é um livro que eu preciso ter comigo!
Adorei sua resenha, parabéns!
Beijão!

Luara Cardoso disse...

Algumas pessoas já me indicaram esse livro mas ainda não tive oportunidade de ler!
Sério que o livro entrou para a sua lista de favoritos? Quando uma pessoa me diz isso, eu já tenho vontade de ler para descobrir o motivo disso. *-*

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

Ana Ferreira disse...

Carolina,

Acho que sua resenha foi muito bem escrita, você passou os seus sentimentos sinceramente e fiquei eu mesma com vontade de estar com um exemplar de "Você Tem Meia Hora" agora para conhecer a história da Bia. A propósito, sempre que leio esse título, começo a cantar a música da Marisa Monte. rs
Acredito quando você diz que é um chick-lit diferente de alguns mais fúteis, pois logo na sinopse percebe-se a profundidade sentimental que envolve a protagonista e as outras personagens à sua volta. Somos humanos, afinal, sofremos terrivelmente, melhoramos, nos apaixonamos... Faz parte, né?

Beijinhos,
Ana - Na Parede do Quarto

Caio Rodrigues disse...

Eu ainda não li o livro, já vi muitas resenhas positivas e que falam super bem do livro. Você escreveu muito bem a resenha. Gostei muito.
Minha primeira visita aqui. Adorei o blog

Beijo
Caio Rodrigues
http://linhasdeencanto.blogspot.com.br/

Leitura entre Amigas disse...

Carol
Eu não conhecia o livro, mas depois da sua resenha, já me APAIXONEI!!! Sério, eu preciso ler esse livro, é a minha cara. Sua resenha está ótima... Parabéns!!!

E os novos talentos nacionais, cada dia mais nos surpreendendo.

Bjs
Amanda
http://leituraentreamigas.blogspot.com.br/

territoriodascompradorasdelivro disse...

Oi, tudo bom?
Excelente resenha, não tenho esse livro, mas espero lê-lo um dia.
Eu realmente gostei de todos os aspectos do livro.
Muito boa sua resenha, continue sempre assim.
Voltarei mais vezes com certeza.
Território das garotas
@territoriodg
Bjss *-*
Passa lá no blog? http://tinyurl.com/cvdsvad
http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

palavrasdeumlivro disse...

Ótima resenha, fiquei com muita vontade de ler este livro depois da sua resenha, que transmite muito bem o quanto você gostou do livro, estou muito ansiosa para ler esse livro agora haha.
Bjs

http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

Michelly Melo disse...

Oi, de verdade, eu amei a sua resenha. Parece ser um livro bem diferente e muito interessante. De certa forma eu me identifiquei com a história rs. Não sei, mas com certeza eu vou ler e vou adorar! :)

Beijos e uma ótima semana!

Giu Fernandes disse...

Oii!
Eu só vejo resenhas positivas desse livro, eu quero muito ler!!
Ainda mais com um personagem masculino (meu ponto fraco em romances hauhauhauh) parece ser perfeito!
Adorei sua resenha, e whoa, virou um favorito!! *-*
Beijos!

Eduarda Menezes disse...

Oi Carol! Eu também adorei esse livro, concordo demais com tudo que você disse na resenha. ^^
Mesmo nas lamentações da Bia no começo do livro, eu conseguia rir, porque em qualquer situação ela é engraçada, o que na minha opinião, rendeu muitos pontos positivos ao livro.
Também achei o Dyllan um fofo, e as partes da Bia com o Olly eram uma comédia; conseguiam ser engraçadas de verdade! :)
Adorei também aquelas referências nacionais que só uma brasileira conseguiria adicionar a história.
Me surpreendi demais com esse livro, e muito positivamente.
Adorei a resenha!
Beijão!

Júlia Galo disse...

Que resenha maravilhosa! Uma das melhores que eu já li. Parabéns, já estou morrendo de vontade de comprar pra ler.

Beijão!

Postar um comentário