4.3.12

Hex Hall - Rachek Hawkins

Título: Hex Hall
Autor(a): Rachek Hawkins
ISBN: 9788501086075
Editora: Galera Record
Páginas: 303
Classificação: 4/5  
Há 3 anos, Sophie descobriu que não é uma menina como as outras. Ela é uma bruxa e, até agora, isso só lhe trouxe alguns… arranhões! Sua mãe fez tudo o que pôde para ajudar: leu o que conseguiu encontrar sobre bruxas, fadas e magia; procurando consultar o pai ausente de Sophie — um poderoso feiticeiro europeu — só quando necessário. Até que a menina atrai atenção além da conta depois de um feitiço de amor poderoso demais… E é seu pai que define a sentença: Sophie deve ir para Hex Hall, um reformatório afastado de tudo e de todos que está sempre de portas abertas para receber qualquer “prodígio” que saia da linha — ou seja, além de bruxas como Sophie, fadas, metamorfos etc. E a tendência de Sophie para encrencas não decepciona. Já no fim do primeiro dia, ela acumula problemas: três poderosas inimigas que mais parecem supermodelos, uma fantasma que cisma em persegui-la, uma paixonite idiota pelo feiticeiro mais charmoso da escola — e ele tem namorada, mas como Sophie poderia saber? Para piorar, sua companheira de quarto é a pessoa mais odiada do campus, e a única vampira entre os alunos… Sim, os sanguessugas não têm boa fama, e uma série de ataques a estudantes acaba fazendo da única amiga de Sophie a suspeita número um na mira do Conselho e da direção da escola. Isso não é tudo, e Sophie precisa se preparar. Uma antiga sociedade secreta determinada a destruir todos os prodígios, inclusive e principalmente ela, parece estar mais próxima do que nunca de Hex Hall. Sophie terá de descobrir, do que sua magia é capaz e, sobretudo, suas origens e quem ela é de verdade.

Ao longo de seus 16 anos Sophie já morou em vários lugares diferentes. Tudo isso por não ser uma garota como qualquer outra, por ser uma bruxa, e como ela viria a descobrir, uma das mais poderosas.

A estória começa quando Sophie tenta ajudar uma amiga a conquistar o cara de seus sonhos, só que de um jeito bem incomum, fazendo um feitiço. Como é de se esperar, Sophie, atrapalhada que só ela, acaba causando uma confusão na festa da escola. E, por isso, é enviada para um internato para prodígios (bruxos, metamorfos, fadas e outros seres cheios de magia), o Hecate Hall – ou Hex Hall.

Logo em seu primeiro dia na sua nova escola, Sophie conhece um garoto lindo – que tem namorada -, suas três inimigas e se torna amiga e companheira de quarto da única vampira - e garota mais odiada - de Hex Hall, Jenna, que além de tudo está sendo acusada de assassinato.

Eu estava com bastante vontade de ler esse livro, já que adoro estórias sobre bruxas e que tinham me dito que Hex Hall era super legal. Bem, como costuma acontecer quando temos expectativas altas, eu me decepcionei.

O início da estória é bem parado, não acontece nada de muuuito interessante durante as 120 primeiras páginas. Mas como a leitura era leve e nada cansativa, não perdi as esperanças e continuei lendo. Ainda bem, porque depois dessas paradíssimas 120 páginas as coisas só tendem a melhorar. Sophie descobre coisas sobre sua família, coisas que jamais poderia imaginar. Conhece uma nova ‘amiga’ e novos acontecimentos começam a assombrar a vida dos alunos.

O final, de tirar o fôlego, deixa uma brecha para o que vai acontecer no próximo livro. Fiquei boquiaberta com tudo o que aconteceu e, finalmente, acreditei que a leitura valeu à pena.

O livro é narrado em primeira pessoa. Eu não costumo gostar desse tipo de narrativa, pois geralmente acho que a protagonista acaba ficando enjoada e cheia de lamentações. Mas não foi isso que aconteceu com Sophie. Poucas vezes ela se lamentou, na maior parte do livro foi muito espirituosa.

Além de Sophie, os outros personagens são adoráveis. Principalmente Jenna – apesar de ser meio dramática - e Acher – apesar de não ter deixado claro quais eram suas intenções ainda nesse livro -, que carregam o dom da ironia consigo.  

Hex Hall não é a maravilha que eu imaginei que fosse, mas é um livro bom. É engraçado, leve, com muita magia e um toque de romance. É uma leitura que flui, indicada àqueles que estão cansados de livros cheios de drama, pesados demais. Provavelmente, será/foi melhor ainda para aqueles que lerão/leram sem tantas expectativas.

9 comentários:

Luana Feres disse...

Oi, Querol.
Então, não sou muito fã de estórias de bruxa. ALiás, nunca li uma, então é mais valido dizer que não me interesso. Porém, eu sempre ouvi muitas coisas boas de Hex Hall e como adoro personagens ironicos, eu provavelmente irei gostar da protagonista! E como eu não to com expectativas elevadas, iria gostar ainda mais. :)

PamFardin disse...

Eii Carol :D
Li Hex Hall ano passado, e achei uma leitura bem legal. Gostei principalmente do modos que a autora misturou os seres fantásticos ^^
O próximo livro, DemonGlass é muito angustiante, o final? huuumm *---* kkk'

Beijos
aritmeticadasletras.blogspot.com

Anderson Sampaio disse...

Eu sou apaixonado por histórias de bruxas! Acredito que um dia lerei esse livro também!
bjaooo

Faz uma visita? http://olhosleem.blogspot.com/

A Leitora disse...

Engraçado como são as opiniões.
Li muitas resenhas deste livro e todas ela diziam que o livro é o máximo, pensei em comprar este livro assim que lançou só pelas resenhas que li.
Como tinha outras prioridades, acabei deixando de lado.
Sua resenha foi muito sincera. Gostei de você ter falado que o livro não foi aquela maravilha que você esperava. Nem sempre os blogueiros tem coragem de escrever o que pensam de um livro.
Parabéns
Beijokas enormes
Brih
Meu Livro Rosa Pink

Ágata Bresil disse...

Também acho que livros narrados em primeira pessoa tendem a ficar cheios de lamentação depois, mas gostei da sua resenha e quando você disse que não é assim, esse livro. Me interessei.

Beijos. Tudo Tem Refrão

Leitura entre amigas disse...

Oi!
Ainda não li o livro, mas morro de curiosidade!
Ele está na minha lista de desejados no skoob *-*
Bjs

Elidiane - Leitura entre amigas

Luara Cardoso disse...

Esse é um dos livros que eu realmente to com bastante vontade de ler. Mas poxa, será que não dá para os autores fazerem só um livro não? To cansada de séries. :/

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

Raquel disse...

Eu adorei esse livro! No começo ele é meio parado mesmo, mas depois me surpreendi bastante. Quero muito ler a continuação :))

territoriodascompradorasdelivro disse...

Oi, tudo bom?
Gosto muito de ler resenhas, mesmo não tendo o livro, tento observar, aprender e vê se gostarei do livro.
Ah, gosto de livros leves,adorei a resenha.
Território das garotas
@territoriodg
Bjss *-*
Passa lá no blog?
http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

Postar um comentário