25.2.12

Filme: E o Vento Levou

Oi gente! Acho que esse post vai ser um pouco longo. Mas eu espero que vocês o leiam todo e que quando terminarem, sigam minha dica.

Título original: Gonne with the Wind.
Lançamento: 1939(EUA)
Direção: Victor Fleming
Atores: Vivien Leigh, Clark Gable, Leslie Howard, Olivia de Havilland.
Duração: 233min
Gênero: Drama
Classificação: 5/5  


Em véspera de Oscar não há nada mais justo do que a dica ser de um filme que ganhou o prêmio em muitas categorias: E O Vento Levou.

O romance de Margaret Mitchell foi adaptado para as telas em 1939. Nele somos apresentados a Scarlett O’Hara (Vivien Leigh), filha de um rico fazendeiro das Colônias do Sul dos EUA.

Antes da Guerra Civil Norte Americana, Scarlett era apenas um menina mimada, apaixonada pelo filho de um fazendeiro vizinho, Ashley Wilke (Leslie Howard). Este, no entanto, para tristeza quase eterna de Scarlett, fica noivo de outra mulher, Melanie Hamilton (Olivia de Havilland). 


Se Scarlett não chamava atenção de Ashley e não era vista por ele da forma como queria, o mesmo não acontecia com os outros rapazes da região. Um deles era Rhett Butler (Clark Gable), um homem de má reputação, que se apaixonou por ela logo na primeira vez que a viu. Além de Rhett, Charles Hamilton (Rand Brooks), irmão de Melanie, também era apaixonado por Scarlett, e esta acaba se casando com ele apenas para fazer ciúmes a Ashley. 


Após os casamentos, Charles e Ashley partem para lutar na Guerra Civil e pouco depois Charles é morto. Desta forma, Scarlett vai para Atlanta morar com Melanie e acaba servindo como enfermeira, cuidando dos feridos do Sul.

Ao voltar para sua casa, Scarlett encontra a sua mãe morta, seu pai louco e sua fortuna perdida. Para salvar a única coisa que ainda lhe restava, sua fazenda Tara, Scarlett toma uma decisão que fere pessoas muito próximas a ela e que, por muitos, foi vista como uma atitude egocêntrica.

A Scarlett que vimos ao inicio do filme já não existia mais durante a Guerra de Secessão. Devido à pobreza, à fome e ao sofrimento ela se tornou uma heroína de verdade, capaz de lutar com unhas e dentes por aquilo que mais julgava importante. Mesmo que às vezes tivesse que tomar atitudes que fossem machucar pessoas próximas a ela. Por vezes pensamos que Scarlett era egoísta, mas quem não é ao menos uma vez na vida? Ainda mais quando estamos prestes a perder aquilo que amamos?

Muitas vezes Scarlett precisa da ajuda de Rhett e ele acaba realizando seu sonho e se casa com ela, mesmo que ela tenha feito isso somente por interesse. Os dois têm uma filha juntos, Bonnie, que sempre teve mais atenção do pai. Rhett é outro personagem que sofre uma enorme mudança ao longo da estória: de cafajeste, se transforma em um pai atencioso e ótimo marido. É uma pena que Scarlett nunca tenha dado a ele o valor que merecia. Ao final do filme, Melanie morre, e finalmente o caminho fica livre para que Scarlett conquiste aquele que ela sempre acreditou que fosse o amor de sua vida. É aí que somos surpreendidos por um final brilhante.

Eu realmente me tornei fã de Scarlett. Sei que muitas pessoas a odeiam, mas ela passou por situações terríveis e cresceu como pessoa. Não acho que ela tenha merecido a vida infeliz que teve, não mesmo. Ela merecia ter sido mais feliz, ou melhor, ela merecia ter se dado conta de que poderia ser feliz um pouco antes. Depois de Morgana (ain, aquela fofa), Scarlett é minha heroína favorita. Rhett é o canalha encantador. Eu me apaixonei por ele, de verdade. Ainda mais quando ele virou bom–moço. rsrs

Eu chorei muito com o final, não acreditei que fosse o final, fiquei esperando por mais filme (quase 4 horas de duração e eu ainda queria mais). Não é que eu não tenha gostado do final, eu gostei muito, só acho que poderia ter acabado de outra forma. Sim, sou amante dos finais clichês.

Eu sei que esse filme é muito longo. Mas se não fosse tão bom, não teria sido tão premiado e nem tão comentado até hoje. Por isso, acho que vale muito a pena assistir. Se você não aguentar, pode ir dividindo em partes. Não precisa assistir tudo de uma vez, só precisa ASSISTIR!

Não vejo a hora de poder comprar aquele livro imeeeenso e maravilhoso!



P.S.: Fiquei muito triste quando soube que Vivien e Clark se odiavam. Por que meu Deus?!

P. S.2:Vivien é uma linda. Pessoas como ela (e como a Audrey) não deveriam morrer.

7 comentários:

Michelly Melo disse...

Nunca assisti, mas todo mundo que assistiu diz que é muito bom. Eu tenho vontade de assistir, mas eu não tive coragem de comprar ainda rs. Gostei muito da dica! Um beijo :)

Ágata Bresil disse...

também acho que pessoas como elas duas não deveriam morrer, ah a Audrey é tão linda eu a admiro muito. Eu nunca assisti E o vento levou... mas minha mãe sempre me diz pra assistir, preciso fazer isso urgente.

Estou seguindo. Beijos.

Tudo Tem Refrão

Anna Carolina Schermak Alves disse...

Esse filme eu conheço pois é um dos preferidos da minha mãe *-*
Gostei do seu blog. É um mimo. Já estou seguindo e te espero no blog.

www.pausaparaumcafe.com.br

Raquel disse...

Faz tanto tempo que quero assistir esse filme, mas sempre fico deixando pra depois e o depois nunca chega heheh.
Eu acho a duração do filme muito longa, mas se eu não aguentar penso em assistir por partes como você sugeriu.
Tomara que eu tome vergonha na cara e assista logo, deve ser ótimo o filme :)

Leitura entre amigas disse...

Oii!
Dizem que o livro enorme, mas tenho certeza que vale muito a pena, sou louca para assisti ao filme! *-*
Gostei da postagem!
Beijos

Elidiane - Leitura entre amigas

Eduarda Menezes disse...

Oi Carol!
Você mudou o lay, que fofa, adorei o novo ^^
Tenho esse filme aqui em casa e vez ou outra penso em colocá-lo para assistir mas sempre desisto porque teimo em dizer que vou ler o livro antes!! Penso que o livro deve ser fantástico e que irei admirar ainda mais toda a obra se lê-lo antes, espero que consiga! =) Ótima dica! Vou ver se crio vergonha na cara e arranjo o livro logo para ler!
Beijos!

Nathália Risso disse...

Oi Carol!
Que lindo que ficou o novo visual do blog, amei!!!
Post lindo, viu?? Tenho loucura para assistir esse filme, inclusive tenho ele em minha coleção, e fiquei com muita vontade, depois de ler esse post, de assisti-lo!!!
Ótimo post, parabéns!
Obrigada pela visita e pelo comentário!
Tem post novo, passa lá :)
Beijos,
Nathi
@bookswonderland
Books in Wonderland

Postar um comentário